março 28, 2019

Parkinson e o tratamento com cannabis medicinal

tratamentos
3 min de leitura

Mais de 200 mil pessoas foram diagnosticadas com a doença de Parkinson apenas no Brasil. O Parkinson afeta principalmente o cérebro, prejudica a coordenação motora e provoca tremores, além de causar dor e afetar o sono e o humor.

A cannabis é uma das alternativas, principalmente, para o combate aos tremores e à dor.

Como a cannabis pode ajudar?

Nosso corpo possui um sistema chamado endocanabinoide. Ele é responsável por manter o organismo em equilíbrio e possui dois importantes receptores: o CB1 e o CB2.  

Pessoas com Parkinson têm menos receptores CB1 do que pessoas que não apresentam a doença. A cannabis é capaz de estimular esses receptores, promovendo diminuição dos tremores e aliviando a discinesia (distúrbio da atividade motora) dos pacientes. Já os receptores CB2 fornecem benefícios neuroprotetores e vêm sendo estudados como aliados para retardar a progressão da doença.

Em um estudo publicado em 2014, 22 participantes com Parkinson apresentaram melhora no sono, tremores e dor apenas 30 minutos após fumar cannabis.

Em outro estudo publicado em 2010, os pesquisadores descobriram que os canabinoides têm propriedades  anti inflamatórias que são benéficas para o tratamento de Parkinson.

Além disso, a cannabis tem efeitos analgésicos capazes de aliviar a dor, facilitar os movimentos e melhorar a qualidade do sono e do humor.

A pesquisa sobre a cannabis para as pessoas com Parkinson fornece boas perspectivas. Os numerosos estudos realizados para entender a ação da planta, demonstram que a cannabis é um tratamento promissor para a doença e seus sintomas.

Sobre Parkinson

Parkinson é uma doença degenerativa, crônica e progressiva do sistema nervoso central. Sua causa é a diminuição intensa da produção do neurotransmissor dopamina, substância química que ajuda na transmissão de mensagens entre as células nervosas.

A dopamina ajuda a realizar os movimentos voluntários do corpo de forma automática, ou seja, não precisamos pensar em cada movimento que nossos músculos realizam graças à presença dessa substância em nossos cérebros. Na falta dela, particularmente numa pequena região encefálica chamada substância negra, o controle motor fica comprometido.

Quais são os sintomas?

Geralmente, o mal de Parkinson começa com um tremor na mão que pode evoluir para o restante do corpo. Outros sintomas são movimento lento, rigidez e perda de equilíbrio.

Saiba se a cannabis é uma alternativa de tratamento para você! Cadastre-se gratuitamente.

Gostou do artigo?
Avalie:

Loading...